loremy

Chegou a hora de pensar no cantinho mais fofo da casa: o quarto do bebê

Quando falamos da sua primeira experiência como mãe ou pai, a ansiedade com tantas opções que o mercado oferece para decorar quarto do seu filho(a) pode aparecer… E realmente: são tantas coisas que temos que adaptar na casa e na vida por conta desta chegada tão especial, que a decoração não precisa ser um fator de aflição.

 

Os móveis planejados pro quartinho devem e podem ser pensados com a calma e o carinho que seu pequeno merece. A dica é uma só: busque empresas que ofereçam experiência, garantia e matéria-prima de qualidade.  

 

Geralmente, o quarto do bebê é deixado mais para o final da gestação, até porque muitos pais esperam para saber o sexo do filho ou esperam para ganhar fôlego entre tantas outras mudanças que precisam ser feitas já na rotina. Este não é um problema: basta confiar no seu fornecedor e estabelecer os prazos que sua família precisa para deixar ‘o ninho’ pronto.

 

Enfim, comece a sonhar com tudo que você deseja para decorar o quarto do seu bebê e confira algumas dicas que podem orientar sua escolha:

 

Cores

Antes de escolher objetos decorativos e móveis, defina a cor ou a paleta que será referência para a decoração.

 

As cores devem trazer para o ambiente as nuances suaves, que criam um clima de calma e harmonia, mas isso não significa (necessariamente) que você precisa apenas escolher tons pastéis.

As paletas amenas são das mais usadas, e há até um termo que define os tons mais escolhidos pelos pais: candy colors, com alta luminosidade e pouca saturação. Essas cores lembram os doces e criam um clima romântico, cheio de leveza, perfeitas para atmosfera dos quartos de bebês.

 

Outras opções como cinza claro, bege ou mesmo tons mais fortes como o amarelo vivo podem compor o cenário juntamente com as cores que você escolher, sempre criando um contraste equilibrado.

Coral living

 

Essa cor escolhida como destaque para 2019 é simplesmente linda! Traz ares de frescor e delicadeza para as paletas de tons pastéis e é uma das queridinhas dos profissionais de design e arquitetura.

 

A Coral Living da Pantone cai bem em diversos estilos, e é uma sugestão especialmente boa para o estilo escandinavo. Que tal inovar e trazer a tonalidade dos recifes de corais para decorar o quarto do seu bebê?

 

Continue lendo para entender como as tendências de decoração 2019 podem ser uma ótima escolha para o quarto do bebê…

 

Brilho do metal

 

Pois é: designers e decoradores escolheram o brilho do metal como tendência para iluminar os ambientes. Os clássicos dourado e prateado são ótimas ideias, assim como o cobre, o latão e o ouro-rosa estão em alta e entram perfeitamente na decoração dos ambientes infantis.

 

Esse ‘ponto de luz’ é bem-vindo e entra muito delicadamente nas peças, de maneira  sutil.

Quer entender como?
O metálico é perfeito para molduras de quadros, lustres, objetos como porta algodão, louças ou até mesmo nos puxadores da cômoda e guarda-roupa.

Estilos

 

Dois estilos que vão se destacar nas propostas de decoração neste ano de 2019 são o minimalista e o escandinavo. Eles foram escolhidos porque representam a ideia da necessidade do momento no mundo: a de se fazer escolhas mais simples de vida, sem perder a graça, a diversão e a alegria.

 

Uma atitude de consciência e respeito ao meio é uma ótima inspiração pro quarto do bebê.

 

O minimalismo preza o conforto  sem sobrecarregar o ambiente com objetos decorativos, por isso traz móveis básicos,  funcionais, úteis e seguros. A ideia é que a luz possa entrar livremente pelo quarto e que o espaço livre é o protagonista para estimular diferentes  brincadeiras nas etapas do desenvolvimento do bebê. Além disso, o quarto fica facilmente adaptável para acompanhar as várias fases de crescimento da infância.

 

O estilo escandinavo é minimalista também e diferencia-se  apenas por aspectos como cores, estamparias têxteis e gravuras.  Como o próprio nome diz, esse estilo vem do países nórdicos de onde se originou a proposta de criar uma decoração e pensar o design para trazer a  alegria e o conforto da luz. Nestes lugares o inverno é longo e muito frio!

 

O escandinavo encanta decoradores de todo o mundo pela forma leve e descontraída que imprime ao ambiente, e ganhou versões adaptadas para estar em qualquer clima, em diferentes países.

 

A madeira nos móveis ou piso estão bem presentes e formam um harmonioso contraste com o branco e tons pastéis. O mobiliário segue a linha do minimalismo (menos é mais) e propõe poucos e bons móveis para criar um ambiente funcional e organizado.

Confira algumas ideias na rede social pinterest, você vai se apaixonar por este estilo moderno, prático, leve e charmoso.

 

Móveis planejados

 

Na hora de pensar o projeto de móveis planejados, você precisa contar com arquitetos e designers experientes. Mas há conceitos bem simples a serem entendidos ou estudados por você, antes mesmo de sentar com os profissionais responsáveis pelo seu projeto:

  • O guarda-roupa planejado não precisa necessariamente ser só para a fase do bebê. O ideal é que esse móvel possa servir em longo prazo, e que sejam adaptáveis a diversos estilos, pois é certo que essa mudança pode acontecer em uma nova etapa, logo adiante.

 

  • Além do berço, os quartos costumam ter uma cama a mais que servirá, nesse primeiro momento, para o descanso dos pais que ficam longas horas dedicadas exclusivamente aos cuidados cuidados com o bebê. Essa cama pode ser planejada e receber gavetas  para roupas de cama, toalhas, mantas, ou ainda ter sua base aberta como um grande nicho para guardar livros, por exemplo. A ideia de facilitar o acesso estimula o despertar do interesse da criança para a leitura.

 

  • A cômoda que serve como trocador também é um móvel muito útil para manter a organização do quarto. E se o guarda-roupa for suficiente para acomodar roupas, sapatinhos, travesseiros, edredons, e etc, a cômoda é funcional e necessária para manter à mão o que você precisa para trocar seu bebê. Isso é muito importante para sua comodidade e conforto já que essa será uma das muitas tarefas do dia a dia. Caso o ambiente seja pequeno, sem muito espaço para a cômoda, saiba que os berços podem receber essa adaptação e acomodar o trocador com nichos para fralda e materiais de higiene.

 

Ideia montessoriana

 

O método montessoriano de educação  tem como fundamento a construção da autonomia da criança. Portanto, desde os primeiros momento de vida, de forma lenta e gradual, essa autonomia vai sendo construída e a concepção de berço passa a adquirir novos formatos. Para quem se identifica com esse tipo de conceito de projeto, o investimento em móveis planejados é o ideal.

 

As peças estão à altura do chão e conferem um aspecto lúdico, simples e criativo ao quarto. As caminhas super aconchegantes em forma de casa, ou que se parecem com pequenas barracas seguem essa tendência.

 

Nesse primeiro momento, para a segurança do bebê, as camas planejadas sob inspiração do conceito de Maria Montessori recebem rolos macios, que contornam os cantos do berço-cama e evitam que o bebê role para o chão quando começar a descobrir os movimentos do corpo.

 

Iluminação

 

O ideal é que a luz se propague de maneira indireta  ou difusa, ou seja, a luz irá bater em alguma superfície antes de atingir o ponto a ser iluminado.

 

A luminárias pendentes também não devem ficar sob a vista do bebê, quando ele estiver deitado no berço. Isso evita desconforto, já que os bebês ainda tem muita sensibilidade nos olhos e, ao mesmo tempo, desenvolvem sua visão dia a dia.

 

A luz deve ser delicada e suave  para que se consiga gerar conforto e propiciar o relaxamento. A dica para que o quarto traga a iluminação ideal é vários pontos que iluminem de diferentes formas cada cantinho, e que possam tanto atender às múltiplas necessidades do quarto, como contribuir para o bem estar e saúde da criança.

 

 

8 dicas para decorar quartos pequenos

Há muitas opções de decoração e escolha de mobiliário para deixar seu quarto com a sua cara, e ainda solucionar a questão do ‘pouco espaço’. E se você precisa dar um upgrade no seu cantinho, confira nossas ideias de decoração para pequenos espaços.

 

O primeiro passo é contar com arquitetos e designers experientes, que possam apresentar soluções de acordo com o que você precisa, dentro do espaço disponível, em um projeto harmônico e inteligente. Aproveitar espaços não é só ocupar todos os lugares com espaços de armazenamento, mas integrar o gosto pessoal e estilo ao que o projeto demanda.

 

Por isso, conheça algumas dicas simples que podem trazer resultados muito gratificantes aí, no seu espaço!

 

Tons claros

 

Quando se fala em tons claros não é preciso que o ambiente seja todo branco, aliás não é muito recomendável que essa cor  ocupe todo o ambiente e você pode conferir dicas incríveis sobre cores e conceitos de uso delas neste link.

 

Branco em excesso pode criar uma sensação de monotonia e por isso é preciso que ele esteja aliado a outros tons, que podem ser pastéis, sóbrios ou mais vibrantes.

 

Aliás, os tons claros também trazem vantagens incríveis para metragens pequenas: pode ajudar a aproveitar melhor a luz natural e também criar sensação de amplitude. Então, como usar? Conte com profissionais especializados como arquitetos e designers de interior.

Camas com gavetas

Esse móvel pode vir a ser muito útil e substitui a necessidade de uma cômoda, por exemplo. Criar espaço de organização no principal móvel do quarto é uma alternativa perfeita para quem vai planejar o espaço, aproveitando cada centímetro com inteligência e usando os móveis em uma função multiuso.

 

Beliches e camas suspensas

É certo que as beliches economizam espaço e, quando planejadas ficam perfeitas para quartos pequenos. Essa é uma solução adequada à necessidade de uso e pode ainda ganhar adaptações multiuso, incluindo no projeto do beliche os gavetões laterais, iluminação embutida, escrivaninha ou estantes de livros junto à cabeceira das camas, para dar alguns exemplos.

Você conhece a opção das camas suspensas? Para quartos de crianças e adolescentes elas podem ser uma excelente ideia! Planejadas como as beliches, as camas suspensas dividem o ambiente em dois andares. Esse truque permite que todo espaço do piso seja ocupado com outros móveis, liberando espaço de organização ou circulação vitais para áreas de estudo ou armários e prateleiras, por exemplo. Esta técnica  costuma ser utilizadas em áreas que possuem pé direito alto.

Espelhos

 

Sim: eles são objetos muito usados em pequenos espaços. E o motivo é simples: quando posicionados da maneira correta, ajudam mesmo a criar uma sensação de um espaço maior.  

 

Eles podem ser colocados na sala de maneira estratégica para que se alcance esse resultado. Outra dica é que os espelhos precisam refletir o ambiente externo como um jardim, ou uma vista bonita do apartamento. Aliás, de acordo com o Feng Shui, é dessa maneira que você ajuda a atrair boas vibrações e não acumular energias densas no local.

 

Nos quartos, os espelhos podem vir nas portas do guarda roupa o que além deixar o ambiente mais sofisticado ainda contribuem para criar a sensação de amplidão do cômodo. Outra dica é colocá-lo atrás da cama, ocupando todo o espaço da parede acima da cabeceira.

 

Prateleiras e nichos

 

Estão aí duas soluções indispensáveis para os espaços de pouca metragem . Seja no quarto, no banheiro, na sala, cozinha ou área de serviço, elas são sempre muito úteis e podem ser planejadas de acordo com o estilo de decoração que combine com o seu gosto pessoal.

 

A dica, nesse  caso, é utilizar as prateleiras sem acúmulos, ou seja, nas salas e quartos, por exemplo, elas podem entrar apenas para acomodar livros, objetos afetivos, no suporte à iluminação e para objetos decorativos como vasos, esculturas e quadros.

 

Os nichos também são ideais para decorar e criar organização de uma forma versátil. Podem receber papel de parede, cores, acabamentos e texturas e dar ainda mais charme à decoração.

 

Que tal colocar vasinhos de plantas? As plantas têm também função embelezar os ambientes, assim como fazem na natureza.

 

#DicaInfalívelEdy: use tanto nichos quanto prateleiras para receber iluminação embutida, o que ajuda a criar um clima gostoso, aconchegante e ainda destacar a decoração .    

 

Móveis baixos ajudam a ampliar o ambiente

 

Manter a linha da altura dos móveis baixa é um truque  muito usado por decoradores nos quartos pequenos. Essa é uma maneira de causar a impressão de pé direito mais alto, o que cria mais conforto visual e estético.

 

Luminárias na parede

 

É de praxe manter um abajur ou luminária no criado mudo, que fica ao lado da cama. Mas fixá-las na parede ou mesmo na cabeceira da cama é uma alternativa que deixa o móvel livre para acomodar outras necessidades.

Charme, aconchego e organização

 

Esses são os três componentes que precisam ser pensados quando você quer valorizar um espaço pequeno. O quarto pode ganhar essas características quando os móveis planejados são usados na decoração feita por profissionais qualificados.

 

Então, se sua vontade é alcançar uma estética afinada com seu estilo e um quarto que possa ser acolhedor e útil, não hesite em optar por empresas de credibilidade, com experiência de mercado e garantia de fábrica para planejar os móveis sob medida do quarto.  

Estimule as emoções com a escolha certa das cores em seu projeto de decoração

Você sabe que a escolha de cores, objetos decorativos e até o posicionamento da construção da sua casa podem influenciar  nas energias que circulam pelo ambiente?

 

O Feng shui é uma arte e ciência chinesa milenar, que trabalha para encontrar o equilíbrio energético do ambiente natural (ou construído) e aponta como esses efeitos podem influenciar na saúde e prosperidade das pessoas que ocupam o espaço.

 

O princípio básico é o de nunca acumular e sempre utilizar elementos naturais para compor os ambientes, a fim de equilibrar os elementos de formação e princípio da vida:

  1. Terra,
  2. Água,
  3. Fogo,
  4. Ar e
  5. Éter.

 

Já reparou como os templos orientais são harmoniosamente compostos com cores, plantas, chafariz ou pequenos lagos, pinturas, pedras entre outros ornamentos, que parecem nos absorver em um clima de paz e tranquilidade?  

 

Então, o princípio filosófico oriental do Feng Shui também busca interferir no ambiente para que ele reflita o equilíbrio e contribua para manter a saúde do corpo, mente e espírito. A técnica tem sido muito utilizada na decoração de interiores e jardins, porque consegue alcançar resultados de estética equilibrada e harmoniosa.

 

E já que vamos falar de cores, não custa nada saber quais cores serão melhores para os ambientes da sua casa, certo?

 

E se você leu esse artigo até aqui e ainda acha que o conceito “não tem tanta importância”, saiba que os estudos sobre psicologia das cores também demonstram a influência delas nas nossas emoções.

 

Podem estimular ou tranquilizar, porque ativam respostas através dos olhos, ‘ligando’ zonas cerebrais que comandam as emoções.

 

E o que isso tudo tem a ver com a escolha da nova cor dos seus móveis planejados e o seu projeto arquitetônico ou de design de interiores?

 

Pense de maneira prática: aproveite para escolher e planeje os móveis de acordo com essa proposta. Por terem efeitos terapêuticos, as cores ser escolhidas com cuidado e atenção às suas necessidades e conforme o uso do ambiente.

 

A dica é uma só: não tenha medo das cores! Conte com arquitetos e designers experientes para colocar seu gosto pessoal e a paleta de tons escolhida em favor do projeto de móveis planejados.

 

Quando falamos em azul por exemplo, há uma gama de matizes que podem ser escolhidas para que  o ambiente traga o tom que deseja. E vale a pena conhecer as paletas de cores que podem orientar suas escolhas.

 

Continue lendo…

 

Branco  

 

É uma cor pura, que pode ser interpretada como a união de todas as cores. O branco na concepção oriental representa uma cor fria e neutra. Portanto, evita-se utilizar esta cor em todo o ambiente. É preciso fazer os contrapontos para o equilíbrio perfeito.

 

Você pode usá-lo nos móveis por exemplo, e animá-lo com o contraste da madeira no piso. Além disso, cortinas ou persianas, assim como mantas da cama e almofadas podem fazer o balanço trazendo cores que irão ressignificar o branco e trazer mais alegria.

 

Azul  

 

Essa cor é um convite para desfrutar de um clima de tranquilidade. Nos tons mais escuros, simboliza a sabedoria  e ativa o poder da intuição, enquanto que nos tons mais claros dessa cor, somos induzidos ao clima de paz que nos conduz a abertura para   espiritualidade.

 

Há também os tons de do azul com nuances esverdeadas que remetem à juventude e desenvolvimento. Essa cor é usada no intuito de ativar  as energias referentes da prosperidade, sabedoria e trabalho. É indicada para ambientes como o quarto de criança ou casal, salas, bibliotecas, escritórios ou salas de estudo.

 

Você pode trazer o azul para os quartos nas paredes e manter  a elegância do guarda-roupa branco, por exemplo. Uma outra opção que tem sido muito usada (e que já foi destaque em outras épocas) é trazer o azul para a cozinha, seja nos móveis planejados e eletrodomésticos. Entendeu o fundamento? Com essa paleta, a cozinha pode ganhar um ar aconchegante e requintado, quando trabalhada em tonalidades mais escuras. Já o azul claro  marca o estilo e nos traz um clima alegre e descontraído.

 

Vermelho

 

O vermelho é uma cor quente e cheia de energia, por isso é muito bem vinda e deve sempre ter o contraste com cores mais sóbrias para ganhar o equilíbrio perfeito. No Feng Shui ela é considerada uma fonte de energia estimulante capaz de expulsar as más vibrações. Também é utilizada para aquecer o corpo e estimular a energia sexual.

 

Na decoração ela pode ser trabalhada em pequenos detalhes, ou mesmo estar em móveis e até nas paredes: sempre com senso para alcançar a harmonia da energia do ambiente.  

 

Amarelo  

 

A cor do ouro, que representa a riqueza e poder. Está associada ao elemento terra e por isso traz uma energia estável capaz de estimular a alegria, criatividade e a boa comunicação.

 

Essa cor viva é indicada para escritórios e ambientes de estudo, já que contribui para desenvolver e obter maior concentração além de estimular o bom humor. Mas nada impede que ambientes como a sala e cozinha trabalhem com as nuances de amarelo para dar um toque especial ao estilo escolhido.

 

No estilo industrial, por exemplo, o amarelo quebra a seriedade do cinza com uma combinação perfeita. O tom vibrante pode vir em uma peça única como um rack ou como tampo de mesa de jantar ou mesa de trabalho, por exemplo.

 

Verde  

 

O verde está associado a renovação e ao ato de criar e recriar. Ele traz a força da natureza e à vida, que se renova a todo instante. O tom inspira e refresca, evocando a energia  da conquista e realização.

 

Na decoração ele pode vir em tons mais escuros nas paredes, em móveis planejados ou em peças decorativas. E essa é uma aposta super atual na paleta de cores escolhidas entre os maiores designers do mundo, que estará presente na moda e decoração em 2019.

A combinação fica perfeita com a madeira também nos móveis sob medida e no piso.

 

A cor ganha elegância com o dourado que pode vir  no lustre ou molduras de espelho ou quadros. Já o verde claro é mais indicado para quartos infantis por trazer frescor e serenidade.

 

Gostou das sugestões das cores para renovar sua casa?

Conte com a ajuda da Edy planejados para a confecção dos móveis que irão embelezar seu ambiente.

Fale com nossos especialistas clicando aqui.

exemplo 5

Móveis planejados são ideais para decorar as salas

Móveis planejados são ideais para decorar as salas

 

Sua sala pode ganhar muito valor com um projeto de móveis planejados, pode acreditar. Além do investimento inteligente (por definição), muitas vezes você só precisa valorizar um espaço, que pode se encontrar perdido e sem  função. Quer ver?

 

Você pode pensar em um único móvel sob medida, contanto que priorize o projeto para deixar a sala mais funcional, charmosa e elegante. Continue lendo para entender como se inspirar e preencher esse espaço com o móvel que você precisa.

 

Todos os motivos para planejar

 

A sala é o cartão de visitas da sua casa. Esse ambiente é o local de maior trânsito, além de poder acumular múltiplas funções: assistir TV com a família, receber os amigos para um bate papo, se jogar no sofá confortável e desfrutar de horas de leitura e silêncio.

 

Por esse motivo é preciso pensar nos  espaços livres, que facilitam a circulação das pessoas.

 

Portanto, os planejados são perfeitos para criar móveis exatamente adaptados ao seu espaço e necessidade. Como luva, eles se encaixam de maneira inteligente e cada cantinho pode ser explorado da maneira que você definir que é a mais importante para quem (de fato) vai usar a sala.

 

Outro ponto vital é que com o planejado você evita o risco de adquirir móveis desproporcionais e que podem acabar revelando essa inadequação com o passar do tempo. Esta é uma #DicaEdyPlanejados especialmente valiosa quando se trata de um espaço pequeno: planeje.

 

Pense que as opções de móveis a serem construídos para a sala são inúmeras, desde os mais básicos como racks, por exemplo, até armários de ‘parede inteira’, que trazem sofisticação ao décor e viram protagonistas do olhar.

 

Essas peças unem o estilo, as cores, as curvas e linhas do design à funcionalidade, porque comportam gavetas, nichos ou espaços abertos com prateleiras; e isso tudo otimiza o uso do espaço com abertura para circulação.  

 

Criatividade e solução para os espaços pequenos

 

As salas pequenas precisam ser muito bem pensadas na hora de compor os móveis, porque é o bom uso do espaço que garante a estética agradável e aconchegante.

A ideia é que cada coisa ocupe o seu lugar sem causem sensação claustrofóbica e desconfortante de um ambiente apertado. Arquitetos e designers tem todos os recursos para orientar escolhas e gostos pessoais, de forma a criar a sensação oposta: a de amplitude.

 

Continue lendo, você vai entender como.

 

Luz natural e cores

 

Em ambientes pequenos, o ideal é que as cores predominantes sejam claras, justamente planejadas para valorizar outra protagonista deste tipo de projeto: a luz natural.

 

Essa é uma combinação chave para garantir um local mais aconchegante.

 

E é claro, sempre tem espaço para o colorido, que pode estar nos móveis, revestimentos, em objetos decorativos, tapetes e almofadas. E se você gosta de cores com tons mais fechados, por exemplo, não há problemas – a atenção deve estar na escolha harmônica do design e estilo escolhido por você.

 

Ambientes integrados e móveis multifuncionais

 

Quando a opção é integrar os espaços, você pode usar os móveis planejados para criar divisões como quando se usam os nichos no lugar das paredes, entende?

O móvel que abriga livros, a estante dos objetos afetivos, o painel iluminado, a ilha, bancada ou a mesa pode delimitar o uso sem deixar o projeto ‘óbvio’. E é claro: todas essas ideias são perfeitas para integrar a luz natural e artificial (embutida).

 

É a possibilidade de criar móveis com múltiplas funções, que faz com que o planejamento seja a maneira mais eficiente e inteligente para pequenos espaços.

 

Um outro móvel que pode ser multifuncional é o sofá. Quando planejado, ele pode receber gavetas na base, que serão muito úteis na hora da organização.

 

Confira alguns dos móveis mais usuais em uma sala  e pesquise algumas ideias na rede social Pinterest para decorar seu ambiente. Quer uma dica? Inspire-se também olhando peça por peça. Às vezes, o traço e conceito de uma delas pode guiar todo o seu projeto. Busque:

 

  • Racks
  • painéis
  • sofás
  • divisórias
  • mesas laterais
  • buffet ou cristaleira
  • mesa de jantar
  • balcão ( para ambientes integrados)

 

Lembre-se: todos esses móveis podem ser planejados e receber diversos tipos diferentes de revestimento para compor uma a estética perfeita e trazer conforto para sua área de estar. E você pode investir nas funções multiuso, que é a solução encontrada para pequenos ambientes.

Converse com os profissionais Edy planejados e encontre a melhor solução para sua sala. É só  clicar aqui.

Cozinhas planejadas ou sob medida: tire suas dúvidas

Muita gente ainda se pergunta qual o melhor material para os armários planejados da cozinha. Os móveis são feitos de uma maneira customizada. Na Edy Planejados, a parceria com a fábrica da Finger dá garantia de 8 anos em toda a ambientação da cozinha.

 

Pode-se usar a experiência para projetar a partir de dimensões padronizadas, geralmente já estabelecidas e ainda confeccionar peças a partir de um desenho determinado por um arquiteto ou designer.

 

Incluir variações nas formas, tanto quanto nas dimensões, obedece à lógica do cliente, que é quem contrata o projeto. Tempo e viabilidade financeira não são entraves para empresas com experiência de mercado, e o planejamento priorizará o que é preciso para viabilizar o projeto.

 

Os planejados podem ganhar sua preferência pelo seu custo/benefício, mas também pela eficiência e estilo.

 

Materiais mais usados dos móveis planejados ou sob medida para cozinhas

 

  • MDF . Eles são produzidos com fibras de madeira e resinas sintéticas, que formam uma placa homogênea de fibra de média densidade. São bastante usados em áreas aparentemente muito diversas, como artesanatos ou  construção civil, e especialmente indicados na fabricação de móveis. Sem o risco de infestação por pragas, por exemplo.

 

  • O MDP é feito  a partir de três camadas de partículas de madeira, sendo uma grossa no miolo e duas finas na superfície. São mais resistentes a umidade, muito resistentes (suportam altas cargas) e são muito indicados na fabricação móveis.

 

Considera-se o MDF é mais maleável em curvas e contornos e o MDP em estruturas mais rígidas, além de superfícies planas como portas e prateleiras.

Ambos os materiais têm resistência parecidas e são de fácil manutenção e durabilidade.

 

Escolha a cor dos armários da sua cozinha

 

A tradição do branco

 

A cozinha branca está entre as preferidas e tem seu lugar garantido entre as muitas opções de decoração. Por ser uma cor neutra,  o branco se insere facilmente em diversos estilos de decoração. Seja o estilo casual, clássico ou contemporâneo, essa nuance sempre agrada e nunca sai de moda, tornando-se uma opção atemporal. Quando recebe o contraste do revestimento de madeira nos detalhes, a cor ganha mais destaque e um toque de elegância. Além do mais ela contribui para gerar amplitude por isso cai muito bem em cozinhas estreitas e pequenas .

 

Dúvida na cor da cozinha?

Não precisa.  

 

Azul

Essa cor pode vir em várias nuances, desde tons mais claros que são alegres e combinam muito com o estilo retrô, até os mais escuros e ousados para uma decoração estilo anos 70, ou mesmo para decorações em estilos mais modernos.

 

E se essa opção lhe agrada, vale lembrar que a escolha do piso e revestimentos precisam estar de acordo proposta de decoração. Pense em nas infinitas nuances que vão de um azul claro, por exemplo, ao azul petróleo.

 

Verde

O verde é uma proposta que vem com tudo em 2019. nas paletas mais fechadas ela compõe o ambiente da cozinha e pode estar em acabamentos, no ladrilhos, azulejo, como também em paredes e armários planejados.

Muitas vezes uma única peça é suficiente para marcar essa proposta, que pode incluir as plantas, hortas e folhagens que dão vida à cozinha.

 

Outras cores que ganham o cenário das cozinhas em 2019 são:

  • Diversas tonalidades de laranja e vermelho
  • Tons neutros naturais
  • Tons quentes de bege
  • Tons de amarelo

 

Além das cores, a proposta mais usada na decoração de cozinhas este ano será a de incluir uma cor escura como destaque. Ela entra em justaposição e contraste com outras tonalidades, como a combinação do cinza suave e o amarelo açafrão, por exemplo.

 

Encontrou alguma resposta?

Tem outras dúvidas?

Conheça uma loja Edy Planejados e fique seguro na hora de escolher a proposta de decoração da sua cozinha. Descubra o endereço mais perto de você clicando aqui.

Grandes espaços merecem móveis planejados

Muito espaço também faz a gente ter medo de errar no projeto de móveis planejados, certo? Sim e é natural. Ocupar todos os cantos é uma armadilha que pode fazer com que você crie espaços de armazenamento que culminem com o efeito oposto ao que se necessita: falta de organização.

 

Para evitar excessos de elementos decorativos ou mesmo a falta de um décor ajustado, a única regra é:

  • Contar com o trabalho de arquitetos e designers especializados para criar um projeto afinado. Os especialistas podem ajustar suas preferências de uma maneira estrategicamente pensada para valorizar os ambientes amplos.

 

O estilo marca sua identidade e imprime seus gostos e preferências, e por isso não existe certo ou errado:

  1. Separe referências de imagem.
  2. Escolha os objetos afetivos ou móveis que não podem faltar.
  3. Verifique a iluminação natural para decidir como aproveitá-la.
  4. Não tenha medo de incluir luzes embutidas nos móveis, que trazem sofisticação à decoração.
  5. Pense a integração dos espaços para dar equilíbrio e harmonia no resultado final.

 

Os móveis planejados valorizam qualquer imóvel e são a melhor opção para quem precisa de custo e benefício rentáveis, além de serem hiper democráticos por facilitarem a escolha das matérias-primas e acabamentos.

 

Pode parecer que decorar grandes espaços dê menos trabalho que os pequenos ambientes. Talvez não seja tão fácil assim, mas pode-se dizer que o trabalho é muito recompensador quando móveis e decoração se alinham e comuniquem sua estética, do modo mais prático para você, sua família e o que vocês se identificam.

 

Há um estilo que seja melhor para grandes espaços?

 

Não. O estilo marca sua identidade e imprime seus gostos e preferências, e por isso não existe algo certo ou errado. Mas é verdade que a escolha inadequada pode sim deixar os grandes espaços sem vida pela falta ou ausência de móveis úteis ou elementos decorativos.  O excesso de informação visual que deixaria o ambiente sobrecarregado e desafinado esteticamente só acontece quando as necessidades e estilo não estão bem alinhados com os profissionais que vão criar, executar e colocar seu projeto de pé.

 

Com espaços de sobra dá pra criar móveis incríveis com texturas que serão verdadeiras obras de arte na decoração. Então, preste atenção em alguns pontos que vão contribuir na hora de escolher e direcionar o projeto do seu espaço.

 

A iluminação é tudo

 

O projeto de iluminação valoriza os móveis planejados e precisa ser feito de maneira integrada. Ele privilegia a luz natural e inclui todo o ambiente, destacando os elementos mais importantes da decoração.    

 

A luz é responsável por:

  • trazer conforto
  • criar aconchego
  • dar definição às linhas do design
  • criar o estado de atenção
  • ‘acomodar’ a vista em espaços de leitura
  • ressaltar áreas de circulação

 

Basicamente a iluminação pode ser direta, indireta ou difusa. E quem aposta na funcionalidade também investe em luzes embutidas nos móveis sob medida.

 

Nos mais diversos ambientes, elas garantem a privacidade e luminescência essenciais para as atividades específicas (vestir, estudar ou cozinhar, por exemplo) e são ultra eficientes em termos de economia de energia elétrica.  

 

Invista em um projeto luminotécnico para valorizar o seu imóvel.

 

A iluminação nos ambientes grandes requer uma atenção especial: ela pode trazer mais conforto ao ambiente e criar destaques para quadros, objetos decorativos ou mesmo ressaltar uma área  ou outra. A ideia é criar vários tipos de iluminação (com fontes diretas, indiretas e difusas) para uma atmosfera mais elegante e que ao mesmo tempo possa ser eficiente.

 

E vale investir em um projeto luminotécnico em toda a casa não só para se ganhar em qualidade da iluminação, mas para gerar maior economia.

 

Lembre-se: a luz natural é utilizada como mais uma fonte de luz, dentre todas as demais, e é de alta relevância.

 

O que não pode faltar no décor

 

Especialistas e uma boa definição do seu gosto estético. E como você consegue isso? Buscando referências e escolhendo objetos decorativos que vão valorizar o espaço.

 

Nas salas é indicado usar elementos de destaques como: painéis, quadros, poltronas elegantes, espelhos , abajures, peças cerâmicas, tapetes, almofadas e sofás de tamanho generoso e até uma green wall (parede verde) para trazer frescor e vida ao ambiente.

 

Lembre-se: pense na proporção das medidas quando for optar por móveis que sejam ao mesmo tempo úteis e  decorativos nas salas, quartos, cozinhas ou banheiros.

 

É interessante criar divisórias nos ambientes muito amplos, e essa é uma estratégia que cria áreas com diferentes propostas em um único espaço, integrando as pessoas no espaço.

 

Quer uma dica prática? Dá uma olhada nas opções de estilo e cores eleitas para 2019, acessando estes links aqui:

https://edyplanejados.com.br/como-os-estilos-de-decoracao-estao-ligados-as-cores-que-sao-tendencia-em-2019/ 

https://edyplanejados.com.br/aposte-nas-cores-veja-o-que-e-tendencia-para-2019/

 

Cozinha magnífica

 

Uma área grande comum e que sempre necessita de móveis planejados é a cozinha. E o legal é que se pode criar ambientes lindíssimos, dignos de capa de revista, mas com custos e benefícios tão interessantes quanto surpreendentes!

 

As ideias para cozinhas partem do uso. Seja um ambiente integrado à sala, varanda ou não, os móveis planejados e a distribuição corretas dos elementos no espaço são essenciais para que o resultado final seja refinado e prático, ao mesmo tempo.

 

Outro ponto a explorar são os acessórios e uma infinidade de soluçoes internas, que podem ser customizadas a partir desse princípio básico (o uso e a quantidade de pessoas que vão se beneficiar da cozinha no dia a dia).

 

Você deve estar se perguntando o que diferencia uma cozinha gourmet de uma cozinha tradicional, por exemplo. A resposta está na escolha da tecnologia e no acabamento dos móveis, assim como a valorização dos espaços de preparo com uma iluminação adequada e assertiva para a hora de preparar os alimentos.

 

A presença de ilhas e balcões também é uma característica, já que isso facilita a limpeza e as atividades que envolvem a criação das refeições. Mas não só: os armários sofisticados com compartimentos inteligentes para guardar diversos utensílios de cozinha podem inspirar projetos muito diferentes, com custo diferente e no mesmo conceito.

 

Por isso: invista em uma grande cozinha planejada. Crie comodidade para fazer refeições dignas de um chef de cozinha.

Gostou das ideias para decorar grandes ambientes? Conte com a Edy Planejados para confeccionar os móveis planejados dos seu sonhos.

Como os estilos de decoração estão ligados às cores que são tendência em 2019?

Todos os anos, os designers mais renomados no mundo se unem para definir e lançar as tendências de cores, formas e estilos que irão influenciar o mercado da moda e decoração. Essas tendências partem de uma leitura criteriosa a respeito do comportamento do homem e interação com o mundo e seu meio.

 

Em 2019, os apontamentos demonstraram a necessidade de restabelecer relações mais leves e afetivas. Além de apontar para a necessidade de respeito e consciência de questões ligadas ao meio ambiente. Você pode conferir mais sobre a tendência de cores clicando aqui

 

As tendências de estilos para renovar a decoração e trazer novos ares para sua casa seguem alinhadas ao mesmo conceito: você não precisa necessariamente definir um ou outro estilo, mas se inspirar e planejar acrescentar detalhes que dêem mais charme e personalidades aos projetos, na sua casa.

 

Estilo monocromático

 

Um estilo considerado ousado por escolher uma única cor para ressaltar as características do ambiente. É uma estratégia estética utilizada para impactar, onde apenas os elementos decorativos criam pontos de contraste.

 

As cores podem ser trabalhadas em tons degradês ou únicas. Alguns projetos trazem o branco em ambientes amplos e imprimem um aspecto futurista. Outros trabalham tons mais escuros como o bordô, preto ou cinza onde mostram-se  imponentes em peças marcantes, como armários, painéis, ilhas e etc.

 

Minimalismo

 

Nesse estilo as cores em evidência são neutras e sóbrias, como os tons de cinza, branco e bege. Além disso, ele expressa o conceito de que menos é mais e demonstra a busca por uma vida mais prática; livre dos excessos.  

 

A simplicidade e elegância marcam esse estilo versátil com a escolha de bons e poucos móveis e objetos decorativos .  

Formas redondas

 

Em contraponto a formas mais rígidas e às linhas retas presentes no estilo urbano, a aposta para esse ano são formas mais arredondadas, que podem vir em detalhes como vasos, espelhos, tapetes e até almofadas.

 

Essas formas podem também estar presentes em móveis como mesas de centro ou apoios e mesinhas laterais, por exemplo.

 

Essa proposta tem o intuito de incluir elementos que nos remetem à natureza e ao planeta Terra.  

 

Gostou da ideia?

 

Invista em pequenos detalhes, independentemente dos estilos do mobiliário ou objetos da sua casa. Vale a pena aproximar esses elementos aos naturais e orgânicos para criar um renovado nos ambientes.

 

E basta mudar um objeto da decoração ou inserir outros elementos como móveis planejados para valorizar tudo. Voc6e pode investir ainda em almofadas, vasos, enfeites de destaque, espelhos ou mesmo pintando uma parede com as cores indicadas pelas paletas de 2019.  

 

Estilo casual

 

A naturalidade na composição dos elementos é a ideia do estilo casual, onde eles se misturam sem muitas regras e nos transmitem conforto e acolhimento.

 

Na decoração, objetos e móveis comunicam-se de diferentes formas.

 

Objetos clássicos, vintage e modernos compõe-se entre eles mesmos, em um ritmo livre, leve e solto.

 

Vale apostar em espelhos redondos, vasos de plantas, tapetes com estampa geométrica, texturas que remetem ao natural no projeto de móveis sob medida, assim como em tecidos e móveis de madeira rústica (planejados ou afetivos).

 

O estilo combina ainda com uma tapeçaria leve, linhos e algodão, trazendo a atmosfera confortável e macia. Sabe aquele jeito descontraído e acolhedor que está presente na maioria das casas? Casual é sinônimo de versatilidade e muito conforto.  É de fácil adaptação para incluir peças de outros estilos, o que agrada diferentes perfis de pessoas, até porque dá para renovar sempre, sem medo de errar.

 

Escandinavo

 

O estilo escandinavo também é simples, além de discreto e elegante. E faz o uso da madeira de maneira intensa, como elemento de contraste e conforto.

 

Esse estilo preza por cores claras e sóbrias, com ambientes muito bem iluminados, cheios da presença da luz natural. O conceito nasce como proposta de decoração e arquitetura vinda dos países nórdicos, onde os dias são curtos e por isso a necessidade trazer o máximo de claridade para dentro dos imóveis.

A decoração é prática, funcional, podendo misturar peças, móveis sob medida e elementos que sejam contemporâneos, modernos e clássicos.

Verde e elementos naturais

 

Elementos em tons de verde entram com tudo nos projetos de móveis planejados e decoração deste ano. Há muitas formas de trabalhar essa cor e trazer mais frescor e vida para sua casa.

 

O paisagismo sugere a criação de jardins verticais e plantas em vasos nos ambientes. Isso inclui espaços planejados e móveis sob medida na sala, sacadas, varandas, cozinha e nos banheiros.

 

Sabe aquela sensação de tranquilidade quando se descansa a sombra de uma árvore?

 

Essa é a ideia de incluir no décor o verde e os elementos naturais. Materiais como sisal, fibra de bananeira, madeira, algodão e linho são essenciais para criar essa conexão com o natural e orgânico. Pode investir sem erro!

Móveis planejados: a melhor escolha para decorar e organizar seu escritório

A organização em um ambiente de trabalho é mais que uma necessidade – é uma exigência.

 

Os escritórios, independentemente da área da atuação, precisam de móveis específicos para manter arquivos, documentos e materiais diversos organizados estrategicamente. Isso facilita a própria dinâmica do trabalho, de atendimento à clientes, o fluxo de possíveis ajustes e a rotina.   

 

E planejar os móveis de composição do ambiente é a  maneira mais eficiente de garantir que o espaço ganhe maior otimização  e tenha uma estética elegante. Para quem está pensando em criar um visual novo para o escritório, temos um artigo sobre home-office que ajuda muito para quem vai projetar esse espaço em casa. Leia aqui.

 

A escolha certa de cores e estilos  

 

Escolha os móveis de acordo com o estilo e  que mais combinam com a proposta profissional: o que isso quer dizer? Pense no uso, a quantidade de pessoas (variável ou não, caso você receba clientes com maior ou menor frequência) e o dia a dia da empresa.

 

A definição de cores, texturas e a escolha da iluminação ideal vão impactar positivamente e trazer  uma atmosfera mais inspiradora. A maioria dos escritórios tendem a trabalhar com linhas clássicas onde as cores são mais sóbrias e neutras, mas isso não é uma regra. Nestes casos, os móveis acabam seguindo também uma tendência tradicional, o que não há nenhum problema.

 

Mas há maneiras de trabalhar essas escolhas  de modo que seus efeitos surjam mais elegantes, seja para manter um aspecto mais convencional ou para ressignificar  e torná-lo mais arrojado.

 

O proposta do branco sai dos padrões comuns, quando composto com madeira clara ou variações de cinzas, por exemplo.

Ideias para home office

 

O preto  também tem seu lugar garantido em uma decoração clássica e moderna, onde o ambiente  recebe armários grandes como livreiros, poltronas, mesas e cadeiras e o estilo é marcado por um décor robusto e sofisticado.  

Essa cor também cai bem  no estilo industrial. Em ambientes maiores ele costuma estar entre os queridinhos e os móveis compõem um visual cheio de personalidade com vigas de madeira, tijolos aparentes e cimento, com pontos de iluminação marcantes.

Poltronas e sofás podem ganhar cores como amarelo ou vermelho, sem medo de ousar. E a decoração pode ficar harmônica com tons de cinza, brancos ou tons terrosos, por exemplo. Gostou dessa ideia e quer uma super dica?

#DicaEdy: Pode desfrutar do frescor do verde, apostando no paisagismo interno, que revigora e alegra o espaço!

 

4 dicas infalíveis para planejamento correto e eficiente

 

Nós estabelecemos afinidades, criamos impressões e incorporamos conceitos por meio da imagem. Por isso, o seu ambiente de trabalho deve ser decorado com a ideia de transmitir valores, conceitos e cultura da sua marca ou empresa. Isso também contribui para que ele seja produtivo para os colaboradores e marcante para os clientes.

 

Mas antes de tudo é importante saber que, seja esse um ambiente coletivo ou individual, o projeto deve estabelecer 4 pontos fundamentais:

  • Conforto físico: Esse aspecto é fundamental, já que o tempo dedicado ao trabalho é longo e pode interferir na saúde. A ergonomia é fundamental, da postura à adequação das posições de apoio de pés e mãos. Designers e arquitetos são os especialistas em fazer isso pelo projeto. À você, basta lembrar que sem conforto não há boa produtividade.
  • Conforto psicológico: o conforto físico já contribui (muito) para este conceito, mas não só. A escolha de cores e estilo interferem na qualidade de produção do trabalho.
  • Imprimir personalidade: aqui está ‘a cara’ da empresa, o clima e o que ela pode transmitir diretamente\nte interpretado pelo projeto. Mais uma vez: conte com especialistas pra isso! Não deixe de tomar como referência a cultura e valores da empresa.
  • Organização: onde estarão mesas, armários, nichos, balcões, espaços de convivência e circulação, tudo de acordo  com as necessidades do espaço e das pessoas.

 

Itens protagonistas

 

Mesas

Podemos dizer que é um móvel protagonista e (muitas vezes) o primeiro a ser escolhido, mesmo porque ela precisa estar posicionada de maneira funcional. A partir dela definem-se os outros móveis de composição, seu posicionamento no espaço, que também serão pensados estrategicamente para deixar a dinâmica mais organizada.

Elas podem se tornar  o grande destaque quando feitas em tamanhos maiores, com acabamento em texturas sofisticadas como a laca; ou muito aconchegantes com madeira rústica.

Cadeiras

Cadeiras confortáveis são essenciais dar qualidade às horas de trabalho. Entre tantas opções que o mercado oferece, a escolha deve ser  direcionada àquelas que apresentam alto conforto e resistência, já que estas são qualidades indispensáveis para o bem estar e segurança.  

As cadeiras mais usadas em postos de trabalho são as de modelos de 5 pés e de rodízio com estabilidade.

O modelo escolhido deve ter altura ajustável permitindo que as coxas fiquem paralelas ao chão e as panturrilhas a 2 e 3 cm  do início da cadeira.

A preferência é que elas tenham bordas arredondadas, pois assim oferecem maior distribuição do peso do corpo. Além disso, o apoio deve ter 40cm de largura e ser ajustável na largura e altura.

Armários e estantes

Os armários e estantes merecem uma atenção toda especial. Planejar esse móvel é tão importante quanto escolher cadeiras e poltronas certas. Essas proporções podem definir uma organização de uma maneira eficiente e precisa.

As estantes ou armários podem ter muitos compartimentos e gavetas com dimensões apropriadas para atender a necessidade do escritório, além da opção em ter espaços abertos, fechados  ou mesclados.

Eles também podem entrar como o grande destaque da decoração ganhar autenticidade e um colorido especial, se a intenção for criar um ambiente mais moderno. Mais uma vez: consulte os especialistas para adequar o que você gosta ao mais adequado para sua empresa.  

Está na hora de modernizar seu escritório  e criar um ambiente de trabalho bonito e marcante. A Edy Planejados tem muitas proposta para valorizar seu espaço ou planejar o móvel que você precisa. Confira em nossas lojas os ambientes já projetados por nossos profissionais.

 

 

Qual a vantagem de planejar os móveis em um apartamento?

Não interessa se é grande ou pequeno, em apartamentos a grande vantagem do planejamento de móveis sob medida é utilizar os espaços de maneira inteligente.

 

Você não precisa encher o espaço com móveis e, justamente por isso, o uso e a quantidade de pessoas a utilizarem o ambiente são os pontos de partida da sua conversa com arquitetos e designers. #DicaEdy: O primeiro passo é encontrar especialistas para pensar e executar o projeto.

 

A funcionalidade e harmonização das peças, além dos acabamentos que podem dar personalidade são o que conferem uma estética marcante. #DicaEdy: Então, reúna imagens de referências das cores, estilos e até linhas de design que mais gosta.

 

Os armários, prateleiras, nichos, baús, aparadores, ilhas, todo o tipo de solução pode ser incorporada, desde que seja a escolha perfeita para a harmonia do projeto: funcional e integrada ao decór. #DicaEdy: Móveis em MDF ou MDP são de ótima qualidade e durabilidade, e os revestimentos com texturas, materiais naturais ou o brilho da laca, por exemplo, ficam incríveis!

 

Valorização do imóvel

 

Saiba que investir no planejamento dos móveis é também uma maneira de agregar valor na hora de vender ou alugar seu apartamento – grande ou pequeno.

 

Mesmo que, em princípio, essa não seja sua ideia, em algum momento essa necessidade pode surgir. E seja qual for a finalidade, a organização e os espaços de armazenamento sempre dão mais visibilidade e maior valor de mercado .

 

Suporte técnico

 

É Importante que a empresa escolhida ofereça profissionais qualificados para executar projetos eficientes e que eles ainda possam garantir o suporte técnico necessário para ajustes ou manutenção de qualidade. #DicaEdy: Lembre-se de entender as garantias incluídas na venda, execução, serviço e peças.  

 

Planejamento programado

 

É possível fazer todo projeto por etapas. Isso facilita na hora de programar o orçamento, sem que seja necessário realizar tudo de uma única vez. Você pode escolher o que será prioridade, qual ambiente, metragem e materiais para o primeiro momento/etapa, organizando pelos locais que têm maior necessidade como os armários dos quartos, por exemplo.

 

Os móveis com acabamentos e ferragens são pensados de acordo com o uso.

#DicaEdy: Isso não significa que as opções mais simples vão deixar a desejar no quesito qualidade, pelo contrário. Especialistas em móveis planejados conseguem customizar as melhores opções com custo – benefício muito competitivo. Consulte quem entende do assunto!  

 

Continue lendo e confira algumas ideias de móveis que podem ser planejados para seu apartamento

 

Áreas molhadas

 

  • Cozinha: Sendo a cozinha integrada à sala (ou não), os armários planejados são uma mão na roda! Invista na organização e praticidade do projeto.

 

#DicaEdy: Eleja as peças essenciais  para facilitar o trabalho do o dia a dia e pense a decoração a partir desse protagonismo.

 

Mesmo que você opte por modelos simples eles são vantajosos pois, aproveitam cada centímetro no espaço  para criar o móvel perfeito para esse ambiente. Em cozinhas pequenas eles ajudam a criar amplitude e contribuem para um fluxo mais livre, já que é feito com medidas exatas e proporções ideais.

 

  • Área de serviço: A área de serviço, principalmente dos apartamentos menores, costuma ser uma área integrada à cozinha ou varanda; com metragem bem reduzida. E ela parece ter sido pensada exatamente para receber armários planejados.

 

#DicaEdy: Não há móvel que se encaixe melhor e possa responder às necessidades de armazenamento de produtos do que os projetados com medidas customizadas e para um uso previamente definido.

 

Recomenda-se pensar o mesmo para eletrodomésticos como a máquina de lavar, secadora ou aspiradores, vassouras elétricas e etc. Nada disso precisa ficar à mostra. Soluções embutidas, assim como os modelos mais novos (das máquinas de lavar e secar, por exemplo) permitem que o projeto inclua a sobreposição, com prateleiras ou nichos de estrutura reforçada, sem ocupar muito espaço.

 

Banheiros

 

#DicaEdy: Balcões sob a pia desafogam a bancada e garantem que o local fique mais organizado.

 

Dá para criar gavetas com compartimentos específicos para maquiagem ou mesmo receber o cesto de roupa acoplado ao móvel. Pequenos ou grandes, os planejados, além de práticos, vão tornar seu banheiro um ambiente mais agradável, organizado e bonito.

 

Sala

 

Nesse espaço a ideia é criar um ambiente  aconchegante e confortável, já que ela é o ponto de encontro seja da família ou da turma de amigos. Nesse ambiente pode-se planejar desde detalhes como os painéis para TV, racks, cristaleiras, buffets, espaços sob escada e etc.

Móveis planejados estão nos projetos mais simples até os mais sofisticados. São facilmente adaptáveis aos diversos estilos de decoração e podem receber texturas lindas e refinadas.

 

#DicaEdy:Um exemplo de solução para apartamentos onde as áreas de cozinha e sala são integradas é a criação de painéis decorativos, que entram como divisórias no projeto. Estas estruturas podem ser móveis, garantindo que os ambientes ora se integrarem ou sejam isolados.

 

São tantas as possibilidades entre cores e texturas que o melhor a se fazer é procurar por empresas e profissionais de arquitetura e design para definir  o estilo de decoração que mais agrade e combine com a proposta do ambiente. Dá uma olhada nas dicas desse post clicando aqui

 

Quartos

 

#DicaEdy: Depois da escolha da cama, parta para o planejamento do guarda-roupa. E não se preocupe se o quarto for pequeno, você irá se surpreender e se apaixonar pelas propostas versáteis que podem ser criadas com móveis planejados.

 

E nos apartamentos, customizar as medidas é uma necessidade quando você busca solucionar a equação da falta espaço. Além disso, o quarto ganha uma estética mais elegante, sem falar nas soluções inteligentes dos compartimentos internos.

#DicaEdy: Também é possível planejar cabeceiras, criado-mudo, cômodas e até  um lugar para o trabalho ou estudo. O quarto é para crianças? Então, prepare-se para um mundo de possibilidades e lindezas para elas. Leia dicas específicas aqui.

 

Sacadas

 

As sacadas garantem frescor aos apartamentos e funcionam como grandes janelas, trazendo maior luminosidade ao ambiente. Elas também podem ter móveis planejados, sabia?

 

Grandes ou pequenas, estes são espaços que também podem assumir a função de extensão da sala e agregam o conceito de mais uma área de convívio, com espaço para mesa e churrasqueira.

 

Dá pra criar um ambiente gostoso para recepcionar os amigos  investindo em móveis confortáveis como puffs, sofás, redes. E, nestes casos, é ideal que a mesa seja uma opção planejada e possa ocupar a área sem limitar o trânsito.

 

#DicaEdy: Junto à churrasqueira é interessante também criar armários, que possam servir para guardar louças, copos entre outros objetos de uso exclusivo para essa hora. E para deixar esse cantinho ainda mais fresco e agradável, pense em ter um jardim vertical, uma pequena horta com seus temperos preferidos ou vasos de plantas organizados em nichos e prateleiras: assim você aproveita as partes altas sem comprometer a circulação.

 

Cozinha americana: integração, beleza e funcionalidade

Cozinhar, conversar e interagir são ações típicas de socialização em nossa cultura.

 

A comida agrega, junta, convida e portanto, ela deve ser preparada em um ambiente confortável  e atrativo.

 

Observe que uma nostalgia boa nos envolve quando sentimos o cheirinho de comidinhas deliciosas, que lembram a casa dos avós  ou mesmo de momentos especiais como natal, aniversários e reuniões de família.

 

A cozinha sempre foi e será o espaço afetivo da casa, onde temperos e aromas nos conectam às lembranças e dão sensações de conforto, acolhimento e alegria.

 

Em tempos modernos, onde a exigência é por espaços práticos e compactos, elas  acabaram isoladas de suas funções sociais e passaram a ser apenas um lugar para o preparo de refeições. Mas tem como dar esse charme antigo (e essencial) em poucos metros.  

 

Para ressignificar este espaço e devolver a importância merecida, a cozinha americana traz a integração dos ambientes. O objetivo sempre passa por conectar as pessoas e dar amplitude a área de preparar a comida. Estendê-la e  favorecer a interação.

 

Continue lendo para conhecer mais sobre o conceito de cozinha americana e descubra porque planejar é a maneira mais eficiente de integrar.

 

A cozinha americana e a decoração da sala precisam formar uma composição harmônica e funcional. Por isso o planejamento dos móveis e da iluminação são a chave para ambientar o espaço.  

 

Ao planejar os móveis, você também acaba por escolher a dedo como aproveitar a metragem pensando no uso. Designers e arquitetos são os especialistas a serem consultados para pensar e executar o projeto. Você pode falar com o time da Edy Planejados e tirar dúvidas clicando aqui.

 

Compactas ou não, a cozinha deve ser ricas em armários e soluções práticas de armazenamento, que facilitem a organização. ‘Tudo com lugar certo’ ajuda a melhorar a dinâmica do uso do ambiente, no dia a dia.

 

E Já que ela estará integrada com outros ambientes, pense em um estilo que ajude a não deixar à vista as louças, panelas, copos, caso não entenda que um projeto integrado requer disposição para manter as coisas organizadas. E o planejamento vai contribuir bastante para trazer soluções inteligentes e práticas (ao seu alcance).

 

Lofts

 

Projeto de cozinha perfeito para loft, que pode ser um espaço amplo, praticamente sem divisórias, onde a área social é totalmente integrada. Esse conceito ficou consagrado entre as décadas de 50 e 70, na cidade de Nova Iorque.

 

Edifícios antigos e industriais começaram as ser ocupados, assim como armazéns e galpões viraram projetos de lar incríveis. A cozinha integrada é um elemento presente.

 

Ambientes pequenos

 

Em apartamentos ou casas compactas, as cozinhas acabam sendo menores ainda. Para o ambiente ganhar amplitude, uma das soluções é integrar as áreas de convivência.

 

Para que o espaço fique charmoso, opte pelo planejamento dos móveis, invista na iluminação e escolha elementos decorativos para dar graça e estilo.

 

Elementos que podem guiar o projeto

 

Bancadas ou mesas integradas

As bancadas cumprem multifunção. Pode delimitar o espaço entre a cozinha e a sala; ainda servirem como apoio para as refeições.

 

E se houver espaço para criar uma bancada com boa profundidade e largura, pode receber um cooktop ou ser a base para integrar uma mesa ao redor.

Na parte interna da bancada, voltada para cozinha, pode-se aproveitar a base para armários, que garantem melhor organização.

 

O acabamento pode ser em textura de madeira, inox, granitos ou outras pedras, texturas naturais.

 

Cadeiras

A única preocupação aqui é que as cadeiras sejam apropriadas para bancadas, com altura adequada. Em bancadas mais baixas, pode-se até usar puffs ou bancos.

 

Coifas

Vale a pena investir em uma coifa de qualidade. Elas sugam a fumaça e evitam que a gordura se instale pelo ambiente. Também ajudam a diminuir o cheiro na hora do preparo dos alimentos.

 

Móveis eficientes

Os móveis  planejados dão inúmeras possibilidades para criar compartimentos inteligentes, que deixam sua cozinha mais prática.

 

Além disso, eles devem fazer parte da decoração e acompanhar o estilo dos outros ambientes, tornando-se também uma peça com valor  decorativo. Modelos lindos, com texturas variadas podem trazer charme para a cozinha planejada: pense com carinho em cada peça, pensando na funcionalidade e no espaço de circulação.

 

Iluminação

Embutir luzes, produzir pontos focais, mesclar temperaturas de luz: tudo faz parte de um projeto luminotécnico eficiente.

Em um ambiente integrado, torna-se vital para que os pontos de iluminação possam ser definidos de maneira precisa, útil e aconchegante.

 

A maioria das cozinhas geralmente recebem somente um ponto central de iluminação, o que pode deixar o ambiente cansativo. Pode-se pensar em pontos básicos de iluminação como: fogão, bancada de apoio e preparo da  alimentação ou mesa. A iluminação central pode então vir mais leve apenas como complementação, por exemplo. Consulte os especialistas!  

 

Gostou da ideia de integrar os ambientes da casa? Procure pelos profissionais da Edy Planejados e garanta um projeto bonito e eficiente para sua cozinha americana: Clicando Aqui